Rússia bane Facebook e Instagram e define o META como organização extremista

instagram facebook organizacoes extremistas tribunal russo

Um tribunal de Moscou afirmou nesta (21/3) que Meta (FB.O) é culpado de “atividade extremista“, mas a decisão não afetará seu serviço de mensagens WhatsApp, com foco nas redes sociais Facebook e Instagram já banidas da empresa norte-americana.

A Meta não respondeu aos pedidos de comentários depois que o Tribunal Distrital de Tverskoi, em Moscou, disse em comunicado à imprensa que havia confirmado uma ação movida por promotores estaduais por proibir as atividades da empresa em território russo.

meta facebook restrito russia
meta facebook restrito russia

A advogada de Meta, Victoria Shakina, havia dito anteriormente ao tribunal que a empresa não estava realizando atividades extremistas e era contra a russofobia, informou a agência de notícias Interfax.

Não ficou claro se Meta apelaria da proibição das atividades do Facebook e Instagram na Rússia “com base na realização de atividades extremistas“, uma proibição que a TASS citou a juíza Olga Solopova dizendo que seria aplicada imediatamente.

Na noite de segunda-feira, o regulador de comunicações Roskomnadzor disse que excluirá o Meta na lista de entidades estrangeiras que operam na Internet na Rússia, e Instagram e Facebook do registro de redes sociais, segundo agências de notícias.

Roskomnadzor também disse que a mídia russa deve rotular a Meta e suas redes sociais como proibidas ao distribuir informações e proibidas de exibir seus logotipos.

No passado, a Rússia designou grupos como o Talibã e o Estado Islâmico como “extremistas“, mas depois expandiu isso para as Testemunhas de Jeová e prendeu a Fundação Anticorrupção do crítico do Kremlin Alexei Navalny.

No ano passado, o Facebook tinha 7,5 milhões de usuários na Rússia e o WhatsApp tinha 67 milhões, estima o pesquisador Insider Intelligence, enquanto o Instagram disse que sua proibição afetará 80 milhões de usuários na Rússia.

guerra ucrania influencia meta facebook instagram desinformacao
guerra ucrania influencia meta facebook instagram desinformacao

TENSÃO DA UCRÂNIA

As implicações da decisão permanecem obscuras, já que o Facebook e o Instagram já estão proibidos na Rússia e o tribunal disse que o WhatsApp não seria afetado por sua decisão.

A decisão não se aplica às atividades do mensageiro WhatsApp da Meta, devido à sua falta de funcionalidade para a divulgação pública de informações“, disse o tribunal.

A Rússia inicialmente baniu o Facebook por restringir o acesso à mídia russa, enquanto o Instagram foi bloqueado no início deste mês depois que o Meta disse que permitiria que usuários de mídia social na Ucrânia postassem mensagens pedindo violência contra o presidente russo Vladimir Putin e as tropas que Moscou enviou à Ucrânia. Mais informação.

A Rússia chama o conflito de “operação militar especial” para desarmar a Ucrânia e protegê-la de pessoas que descreve como nacionalistas perigosos.

Desde então, a Meta estreitou sua orientação para proibir pedidos pela morte de um chefe de Estado e disse que sua orientação nunca deve ser interpretada como desculpando a violência contra os russos em geral. consulte Mais informação

Mas a ameaça percebida aos seus cidadãos irritou as autoridades russas e levou ao processo criminal contra Meta.

O DESTINO DO WHATSAPP

Não ficou claro imediatamente como o serviço de mensagens WhatsApp poderá continuar operando, já que o tribunal interrompeu as atividades comerciais da Meta.

facebook instagram whatsapp
facebook instagram whatsapp

A análise do tráfego de internet móvel na segunda-feira mostrou que o Telegram, popular na Rússia há muito tempo, ultrapassou o WhatsApp e se tornou a ferramenta de mensagens mais usada do país nas últimas semanas. consulte Mais informação

A promotoria procurou acalmar os temores de que as pessoas que encontram maneiras de contornar as proibições dos serviços da Meta possam enfrentar acusações criminais.

Indivíduos não serão processados ​​simplesmente por usar os serviços da Meta“, disse o promotor no tribunal, citando a TASS.

Mas o advogado de direitos humanos Pavel Chikov disse que nem o tribunal nem o promotor podem garantir a segurança dos usuários do Facebook ou Instagram, alertando que qualquer exibição pública de símbolos Meta – em sites, entradas de lojas, em cartões de visita – pode ser motivo para cobranças administrativas e até a 15 dias de prisão.

“Comprar anúncios em ambas as redes sociais ou negociar ações da Meta pode ser qualificado como financiamento de atividades extremistas – isso é uma ofensa criminal”, escreveu ele no Telegram.

O WhatsApp pode ter sido deixado de lado devido à extensão de seu uso diário entre russos e por agências governamentais e empresas estatais para suporte ao cliente, disse Sarkis Darbinyan, chefe do departamento jurídico do grupo de direitos digitais Roskomsvoboda.

Outra razão provavelmente será evitar qualquer reação negativa.

O governo está tentando não fechar tudo de uma vez, mas gradualmente, para que as pessoas se acostumem lentamente“, disse ele à Reuters, apontando para o fechamento “impopular” do Instagram.

Assumimos que serviços como o WhatsApp podem ser bloqueados a qualquer momento“, acrescentou Darbinyan.

CAMINHO DE VOLTA PARA META?

A operação militar da Rússia na Ucrânia acrescentou combustível a uma disputa latente entre plataformas digitais estrangeiras e Moscou.

O acesso ao Twitter (TWTR.N) também foi restringido e na sexta-feira Roskomnadzor exigiu que o Google da Alphabet Inc (GOOGL.O) parasse de espalhar o que chamou de ameaças contra cidadãos russos no YouTube. consulte Mais informação

Anton Gorelkin, membro do comitê de informação e comunicação da Duma Estatal da Rússia, que criticou empresas estrangeiras, enquanto defende alternativas domésticas, disse que o mercado russo poderia ser aberto ao Meta novamente, mas apenas nos termos de Moscou.

Este é um fim imediato ao bloqueio da mídia russa, um retorno à política de neutralidade e moderação estrita de comentários falsos e anti-russos“, disse Gorelkin no Telegram.

Outra condição, disse Gorelkin, é que a Meta cumpra uma lei que exige que empresas estrangeiras com mais de 500.000 usuários diários abram escritórios de representação na Rússia. consulte Mais informação

Fonte: https://www.reuters.com/


Artigos Relacionadas:

O Perigo Espiritual do Facebook e demais redes Sociais !

O Departamento de Defesa dos EUA revelou estar editando a Wikipedia

Alienígenas positivos destruiram foguete sionista e planos ocultos do Facebook ?

Facebook não explica como conteúdo popular da direita está na plataforma

Avalie este artigo, clique nas estrelas para votar ! post