Televisão italiana mostra como o glifosato está matando argentinos

glifosato matando argentinos

Uma recente investigação transmitida pelo programa italiano “Le Iene” expõe casos claros de intoxicação com agroquímicos na região central da Argentina, onde as pessoas começam a morrer da pior maneira.

Região Oeste

Malformações, câncer e, no final, a pior morte de todas, é consequência do uso cada vez mais concentrado de herbicidas, principalmente o glifosato, que deve aumentar seu poder periodicamente devido à resistência desenvolvida pelas “ervas daninhas”.

Isso é mostrado pela televisão italiana em uma produção recente feita em nosso país, alertada pelo número de pessoas afetadas nas províncias centrais como Santa Fé, Córdoba, Entre Ríos e Buenos Aires, onde esses produtos químicos têm sido usados ​​em maior medida para vários anos. .

Os casos mais óbvios ocorrem em pessoas que trabalham com esse tipo de substância sem tomar nenhuma precaução. Um exemplo claro disso é a cidade de San Salvador em Entre Ríos, conhecida como “a cidade do câncer , onde se respira uma atmosfera espessa com altas concentrações de veneno e moradores de baixa renda usam tambores de glifosato descartados para levar água para seus casas.

contaminacao populacao argentina glifosato monsanto
contaminacao populacao argentina glifosato monsanto

O relatório inclui o depoimento de Fabián Tomasi, natural de Basavilbaso, Entre Ríos, que em 2005 começou a trabalhar em uma empresa de aplicação aérea de agroquímicos e hoje sofre de uma doença grave conhecida como “doença do sapateiro” após ser exposto periodicamente a uma chuva de herbicidas.

Uma excelente produção conduzida por Gaetano Pecoraro que mostra como o “celeiro do mundo” está a caminho de se tornar uma gigantesca enfermaria.

Fonte: Região Oeste

Avalie este artigo, clique nas estrelas para votar ! post